Registo | Contactos

200 anos do “New England Journal of Medicine”

30 Jan 2012 - 20h54 - 822 caracteres

Em janeiro de 1812 John Collins Warren, um estudante de medicina na universidade norte-americana de Massachusetts, conjuntamente com o seu colega James Jackson, fundaram o primeiro jornal científico de e sobre medicina, primeiramente designado por “New England Journal of Medicine and Surgery and the Collateral Branches of Science”.

Ainda hoje, e a par da sua arqui-rival “The Lancet” (fundada em 1823), a “New England Journal of Medicine” é uma das principais revistas de referência e de prestígio para a publicação de resultados das investigações científicas nas diversas áreas da Medicina. Para comemorar o bicentenário, foi colocado no seu sítio na internet (http://nejm200.nejm.org/timeline/) uma muito interessante cronologia interactiva sobre os avanços e descobertas na área da medicina e da saúde.

 

António Piedade


© 2012 - Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva


António Piedade

António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. Publicou mais 500 artigos e crónicas de divulgação científica na imprensa portuguesa e 20 artigos em revistas científicas internacionais. É autor de sete livros de divulgação de ciência: "Íris Científica" (Mar da Palavra, 2005 - Plano Nacional de Leitura),"Caminhos de Ciência" com prefácio de Carlos Fiolhais (Imprensa Universidade de Coimbra, 2011), "Silêncio Prodigioso" (Ed. autor, 2012), "Íris Científica 2" (Ed. autor, 2014), "Diálogos com Ciência" (Ed. autor, 2015) prefaciado por Carlos Fiolhais, "Íris Científica 3" (Ed. autor, 2016), "Íris Científica 4" (Ed. autor, 2017).


Veja outros artigos deste/a autor/a.
Escreva ao autor deste texto

Ficheiros para download Jornais que já efectuaram download deste artigo