Registo | Contactos

Curiosity um ano depois

03 Dez 2012 - 15h25 - 1.041 caracteres

O robô Curiosity foi lançado a bordo da nave “Mars Science Laboratory” a 26 de Novembro de 2011, a partir do Cabo Canaveral, Flórida, Estados Unidos. Um ano depois, e depois de 16 semanas em solo marciano (onde poisou na cratera Gale a 6 de Agosto de 2012), este laboratório robotizado expoente da tecnologia espacial já enviou mais de 23 mil imagens recolhidas ao longo dos 517 metros que já percorreu na sua exploração de Marte.

Recorde-se que o Curiosity está equipado com 10 instrumentos científicos de última geração através dos quais é possível analisar, como nunca o fora antes, a superfície de Marte do ponto de vista químico, físico, biológico e geológico. E, se houver vestígios em Marte (diga-se em rigor na área que está a ser explorada pelo robô) de algo semelhante a matéria orgânica, os investigadores do Laboratório de Propulsão a Jacto, em Passadena (EUA), estão seguros de que o Curiosity os encontrará.

Saiba mais em  http://www.nasa.gov/msl

António Piedade


© 2012 - Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva


António Piedade

António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. Publicou mais 500 artigos e crónicas de divulgação científica na imprensa portuguesa e 20 artigos em revistas científicas internacionais. É autor de sete livros de divulgação de ciência: "Íris Científica" (Mar da Palavra, 2005 - Plano Nacional de Leitura),"Caminhos de Ciência" com prefácio de Carlos Fiolhais (Imprensa Universidade de Coimbra, 2011), "Silêncio Prodigioso" (Ed. autor, 2012), "Íris Científica 2" (Ed. autor, 2014), "Diálogos com Ciência" (Ed. autor, 2015) prefaciado por Carlos Fiolhais, "Íris Científica 3" (Ed. autor, 2016), "Íris Científica 4" (Ed. autor, 2017).


Veja outros artigos deste/a autor/a.
Escreva ao autor deste texto

Ficheiros para download Jornais que já efectuaram download deste artigo