Registo | Contactos

30 anos de Olimpíadas Portuguesas de Matemática

12 Abr 2012 - 15h14 - 2.161 caracteres

As Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM), organizadas anualmente pela Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) e pelo Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, são um concurso de problemas, que visa incentivar e desenvolver o gosto pela Matemática. Os problemas propostos fazem sobretudo apelo à qualidade do raciocínio, à criatividade e à imaginação dos estudantes.

Em 1980 por iniciativa da delegação regional centro da SPM foram criadas em Coimbra as Mini-Olimpíadas de Matemática. Esta iniciativa, de âmbito regional, depressa se estendeu nos anos seguintes a outras cidades do país e em 1983, já com um âmbito nacional são criadas as primeiras Olimpíadas Nacionais de Matemática, mais tarde designadas Olimpíadas Portuguesas de Matemática.

Ao longo dos anos as OPM tornaram-se numa das competições científicas com maior número de participantes em Portugal. Das 151 escolas e 6028 participantes em 1983, atingiram-se em 2011 mais de 1000 escolas e 17000 participantes (do 8º ano ao 12º ano). A estes números adicionaram-se a partir de 2010 mais de 1700 escolas e cerca de 40000 alunos com a criação das Mini-Olimpíadas destinadas a alunos dos 3º e 4ºanos, da Categoria Júnior para alunos do 6º e 7º anos e das Pré-Olimpíadas que passaram a ser destinadas aos alunos do 5ºano.

No ano lectivo de 2011/2012 as OPM comemoram os seus 30 anos, 30 anos a desafiar jovens talentosos através da resolução de problemas, 30 anos a preparar e a dar a conhecer a matemática a futuros matemáticos, médicos, engenheiros, economistas, etc…

A participação de Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Matemática é organizada pela SPM e a preparação é feita pelo Projecto Delfos do Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra. Desde 1989 Portugal participa regularmente nas IMO com equipa completa (6 alunos) e obteve até 2011, 19 menções honrosas (não medalhados mas resolução completa de um problema), 14 medalhas de bronze, 1 medalha de prata e 1 medalha de ouro. Desde 1990 Portugal participa também nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática onde já alcançou 10 menções honrosas, 30 medalhas de bronze, 8 medalhas de prata e 1 medalha de ouro.

 

Joana Teles

(Professora de Matemática na Universidade de Coimbra e responsável pelas Olimpíadas Portuguesas de Matemática)

 

 

Breve historial das OPM:

1983 –Primeiras Olimpíadas Nacionais de Matemática (actuais OPM)

1989 – Primeira participação nas Olimpíadas Internacionais de Matemática (IMO)

1990- Primeira participação nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática (OIAM)

1992- Rui Pereira conquista a primeira medalha de bronze portuguesa na IMO

2001- Início do Projecto Delfos (responsável pela preparação das equipas portuguesas às competições internacionais)

2007 – Portugal organiza, em Coimbra, as Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática (OIAM)

          - João Guerreiro conquista a primeira medalha de ouro portuguesa nas OIAM

2009 – Pedro Vieira conquista a primeira medalha de prata para Portugal na IMO

2010 – Alargamento das OPM aos primeiros ciclos de ensino

2011 - Portugal organiza, em Coimbra, as 1asOlimpíadas de Matemática da Lusofonia

          -  Miguel Santos alcança a primeira medalha de ouro portuguesa na IMO


© 2012 - Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva


António Piedade

António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. Publicou mais 500 artigos e crónicas de divulgação científica na imprensa portuguesa e 20 artigos em revistas científicas internacionais. É autor de sete livros de divulgação de ciência: "Íris Científica" (Mar da Palavra, 2005 - Plano Nacional de Leitura),"Caminhos de Ciência" com prefácio de Carlos Fiolhais (Imprensa Universidade de Coimbra, 2011), "Silêncio Prodigioso" (Ed. autor, 2012), "Íris Científica 2" (Ed. autor, 2014), "Diálogos com Ciência" (Ed. autor, 2015) prefaciado por Carlos Fiolhais, "Íris Científica 3" (Ed. autor, 2016), "Íris Científica 4" (Ed. autor, 2017).


Veja outros artigos deste/a autor/a.
Escreva ao autor deste texto

Ficheiros para download Jornais que já efectuaram download deste artigo