Registo | Contactos

Genes da resistência bacteriana a antibióticos

17 Set 2012 - 21h17 - 1.760 caracteres

A multi-resistência a antibióticos por parte de bactérias patogénicas e letais é actualmente, aliás sempre foi, um dos principais problemas de saúde pública.

Num artigo agora publicado na revista mBio (da Sociedade Americana de Microbiologia), são identificados uma nova série de 18 genes bacterianos essenciais para o crescimento e sobrevivência dessas bactérias, revelando novos e múltiplos alvos para o desenvolvimento de novos antibióticos. É também sugerido que os métodos normalizados para o estudo bacteriano em condições laboratoriais podem não ser os mais indicados para o desenho racional de novos fármacos antimicrobianos.

De facto o estudo agora divulgado contrasta com estudos anteriores, uma vez que foi efectuado em meio in vivo, utilizando líquido ascítico humano. O modelo bacteriano usado foi da espécie Acinetobacter baumannii, um microgranismo gram-negativo resistente à maioria dos antibióticos existentes e recorrentemente presente em inúmeras infecções e hospitalares.

Este estudo desenvolvido por investigadores de duas instituições da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos da América, estabelece uma nova estratégia para o estudo da multi-resistência a antibióticos em espécies bacterianas gram-negativas, responsáveis por infecções com elevada mortalidade, como sejam Pseudomonas aeruginosaKlebsiella pneumoniaeEnterobacter sp., e Escherichia coli.

 

António Piedade

Ciência na Imprensa Regional – Ciência Viva

 

Referência do artigo:

T. C. Umland, L. W. Schultz, U. MacDonald, J. M. Beanan, R. Olson, T. A. Russo. In Vivo-Validated Essential Genes Identified in Acinetobacter baumannii by Using Human Ascites Overlap Poorly with Essential Genes Detected on Laboratory MediamBio, 2012; 3 (4): e00113-12 DOI: 10.1128/mBio.00113-12


© 2012 - Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva


António Piedade

António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. Publicou mais 500 artigos e crónicas de divulgação científica na imprensa portuguesa e 20 artigos em revistas científicas internacionais. É autor de sete livros de divulgação de ciência: "Íris Científica" (Mar da Palavra, 2005 - Plano Nacional de Leitura),"Caminhos de Ciência" com prefácio de Carlos Fiolhais (Imprensa Universidade de Coimbra, 2011), "Silêncio Prodigioso" (Ed. autor, 2012), "Íris Científica 2" (Ed. autor, 2014), "Diálogos com Ciência" (Ed. autor, 2015) prefaciado por Carlos Fiolhais, "Íris Científica 3" (Ed. autor, 2016), "Íris Científica 4" (Ed. autor, 2017).


Veja outros artigos deste/a autor/a.
Escreva ao autor deste texto

Ficheiros para download Jornais que já efectuaram download deste artigo